Regressão do Sono de 24 Meses

Sono do Bebê e Regressão do Sono

5  coisas que você precisa saber sobre o sono do seu filho de 2 anos

Regressão do Sono: Se você segue este blog por algum tempo, provavelmente não é estranho ao conceito de regressão do sono. Você provavelmente já experimentou em primeira mão, certo?

Se você é novo aqui vamos explicar. A regressão do sono refere-se a um período de tempo quando um bebê ou criança que está dormindo bem de repente começa a acordar durante a noite e durante a soneca. Ou até mesmo se recusar a dormir.

Existem várias fases distintas de regressão que a maioria dos bebês e crianças pequenas experimentam. Aos 4 meses, outra aos 8, 9 ou 10 meses, outra aos 18 meses. E como se três não bastassem (!), uma final em torno de 2 anos. Este artigo se concentrará em alguns dos desafios que cercam o sono do seu filho de 2 anos incluindo elementos que fazem parte da regressão do sono de 2 anos.

5 fatos sobre o sono do seu filho de 2 anos

1. O tempo acordado do seu filho é mais longo.

À medida que a criança cresce, ela precisa dormir menos do que quando menor. A maioria precisa de aproximadamente 12 horas de sono em um período de 24 horas, em média. Compare isso com a necessidade de um recém-nascido por cerca de 16 horas de sono! E, claro, a maior parte do sono da sua criança está acontecendo à noite agora.

Você também pode descobrir que seu filho de 2 anos está mostrando mais resistência à hora de dormir do que o habitual e que está adormecendo tarde. Ou ele pode estar acordando cedo demais. Tudo isso resulta em menos tempo de inatividade (e talvez menos sono!) para você.

2. A ansiedade de separação do seu filho pode ressurgir nessa época.

A ansiedade de separação tem seu pico em torno de 18 meses, mas pode aparecer até que seu filho complete 5 ou 6 anos (ou talvez até depois!!). Aos 2 anos, a ansiedade de separação pode se basear no medo real. Seu filho pode ter medo de ficar sozinho ou de pessoas que ele não conhece. No entanto, também pode vir do desejo de não perder a diversão!

Até agora, seu filho sabe que, quando você sai, você não desaparece. Em vez disso, ele sabe que você está em algum lugar não muito longe, tendo (em sua mente, pelo menos) toneladas de diversão sem ele. Compreensivelmente, ele não quer ficar de fora! Se esta ansiedade de separação surgir assim que você sair pela porta durante a hora de dormir e / ou na hora de dormir, isso pode atrapalhar o sono da criança .

Nota da consultora:

“Muitos pais relatam que precisam, de repente, ficar com seus filhos para adormecer na soneca e na hora da cama. Isso é tão comum! ”

3. Seu filho pode parar de dormir de repente.

Por volta dos 2 anos de idade, algumas crianças abruptamente param de tirar uma soneca da tarde. Você pode achar que quando você coloca seu filho para dormir, ele passa uma hora inteira conversando / rindo / cantando / tocando. A resistência para dormir a soneca não é nada agradável, na maioria das vezes: ele pode passar muito tempo reclamando!

Tal como acontece com a ansiedade de separação, esta resistência súbita a sonecas pode vir do desejo do seu filho de não perder nada. Também pode ser o resultado de sua crescente autoconsciência e independência. Ele está se tornando mais consciente do que quer, então se ele não quiser se deitar para uma soneca, você irá perceber!

Aconselhamos os pais a tratarem essa repentina resistência a soneca como uma regressão, e não como algo permanente. A maioria das crianças não desiste completamente de cochilar até 3 ou 4 anos. É melhor simplesmente manter-se consistente com a rotina e não desistir da soneca ainda.

Nota da Consultora:

Todas as crianças de 2 anos são diferentes, é claro. Algumas crianças de 2,5 anos podem não precisar mais da soneca no meio do dia. Isso se percebe pela hora que dorme de noite. Se demoram demais para adormecer, sentir sono de noite pode ser que seja necessário repensar a soneca.

4. Seu filho pode estar passando por algumas transições que atrapalham o sono.

Existem algumas transições comuns para crianças de 2 anos:

Mudando para uma caminha nova :

Embora mais crianças façam essa transição mais perto dos 3 anos, algumas crianças dão esse passo aos 2 anos de idade. Consequentemente esse novo arranjo de dormir pode tornar mais difícil para a criança de 2 anos dormir bem à noite e cochilo, já que a nova cama não é familiar. Alem disso, eles podem aproveitar de sua liberdade recém-descoberta e sair da cama com frequência, mesmo quando você disse a ele repetidas vezes para ficar na cama!

Desfrade noturno:

Muitas crianças ainda não desfraldaram até os 3 anos de idade (ou até mais tarde). Mas alguns pais iniciam o processo perto dos 2 anos de idade. Se seu filho de 2 anos está desfraldando de noite, ele poderá acordar para ir ao banheiro. E mesmo aquelas crianças que ainda não começaram o desfralde estão se tornando cada vez mais conscientes de suas funções corporais. Não é incomum que crianças desta idade acordem de manhã cedo com uma bexiga cheia ou precisem fazer cocô. Adicionalmente, a maioria das crianças está muito mais consciente da sensação desconfortável que uma fralda molhada ou cheia provoca.

Novo irmão:

Claro, isso não se aplica a todas as crianças. Mas por volta dos dois anos, algumas crianças estão se preparando ou se adaptando para ter um novo irmão ou irmã por perto. Esta é uma grande mudança para crianças pequenas. Consequentemente, todas as mudanças importantes podem causar muita ansiedade para elas. Junte isso ao fato de que o novo bebê provavelmente está causando alguma ansiedade por você também, isso pode significar que ninguém está conseguindo dormir muito!

5. Seu filho de 2 anos pode começar a ter medos noturnos.

Aos 2 anos, a criança está se tornando muito mais criativa. Isso pode ser muito excitante, mas pode ser um problemão à noite! A maioria dos medos noturnos de crianças de 2 anos é desencadeada pelo escuro, e todas as coisas que vêm com ele. Sombras assustadoras, monstros à espreita debaixo da cama, etc. Por esta idade, crianças pequenas estão se tornando mais conscientes do mundo e percebendo que existem “bandidos” e coisas que podem prejudicá-los. Esses novos medos noturnos podem levar a coisas como pesadelos e até terrores noturnos.

O que fazer?

Como em qualquer regressão ou fase, a melhor coisa a fazer quando você encontrar esses problemas é lidar da melhor forma possível. Trabalhe duro para permanecer consistente e tente se lembrar de que isso não durará para sempre. Lembre-se, também, de que você não quer que seu filho crie maus hábitos enquanto estiver trabalhando para passar pela regressão do sono por dois anos. Então deixe que isso guie suas decisões sobre como você vai lidar. Você não quer fazer ou continuar hábitos de longo prazo por uma fase de curto prazo, certo?

Finalmente, se você está fazendo o seu melhor para lidar com o sono terrível do seu filho de 2 anos, mas não sabe mais o que fazer, considere entrar em contato conosco!

Seu filho de 2 anos já experimentou algum destes desafios do sono? Como você lidou? Ou você está passando por isso agora? Compartilhe sua história e leia a história de outros pais também! 

(52 Posts)

Inessa Sato 👦🏻 mamãe do Vini 😴 consultora do sono materno-infantil ✨ajudando famílias a dormir melhor 📩inessa@caiunosono.com.br

Deixe uma resposta