Pós-parto: um período de atenção e cuidados na vida da mulher

Pós-Parto
Pós-Parto

O período pós-parto sempre causa dúvidas nas mamães, sejam elas mães de “primeira viagem” ou não. Isso porque, além de as mulheres terem um bebê que necessita 24 h de sua atenção, a fase de sucede o parto traz diversas mudanças não só no corpo feminino, mas também no aspecto emocional/psicológico das mulheres e no seu próprio dia a dia.

Á título de curiosidade, o período pós-parto – chamado pelos profissionais de saúde de puerpério – vai do dia do nascimento do bebê até o retorno da capacidade reprodutiva da mulher. Já os cuidados durante essa fase se estendem até os 6 meses a contar do dia do parto.

“Puerpério é mais do que isso. É mais do que essa dedicação suprema ao bebê, que faz parte do processo de tornar-se mãe”, diz Alexandre Coimbra. Ainda de acordo com ele, “o puerpério é esse processo de desconstrução. É um castelo esfarelável. A alma da mulher está completamente se reconstruindo e se desconstruindo. Ela sente um monte de emoções, todas ao mesmo tempo. Não fica nenhuma emoção humana de fora nessa fase da vida.”

Cuidados pós-parto em casos de cesárea e parto normal

Sem dúvidas, as mulheres que passam pelo pós-parto após gerarem os seus bebês por meio da cesárea, necessitam de muito mais cuidados do que aquelas que passaram por um parto normal. E a quantidade das mamães que se encaixam nesse perfil é elevado no Brasil: mais de 44% das mulheres parem por cesariana – de acordo com pesquisa feita em 2018, pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Pós-parto na Cesárea

A seguir, é possível conferir cuidados básicos, porém, fundamentais, para um bom pós-parto, no caso das mulheres que foram submetidas à cesariana para darem à luz:

Hidratação frequente  

É muito importante que a mulher se hidrate devidamente no pós-parto. Ao fazer isso, a recuperação da cicatriz do procedimento (seroma) é mais rápida, além de evitar inchaços pelo corpo – o que é extremamente incomodo para as mulheres.

O indicado é que a nova mamãe ingeria de 2 a 3 litros de água por dia.

Pós-Parto

Ingestão de Proteína

O período pós-parto também exige uma nutrição adequada e, de preferência, focada no consumo de proteínas. Esse nutriente ajuda na reconstrução dos tecidos, acelerando a cicatrização do corte da cesárea e no retorno do útero ao seu tamanho e estado habitual.

A mulher, então, deve investir em uma alimentação rica em alguns alimentos, como:

– Peixes;

– Carnes magras;

– Ovo;

– Leite;

– Iogurte;

Queijos magros; entre outros.

Alguns vegetais e grãos também são boas fontes de proteínas, no entanto, a mulher que passa pelo pós-parto deve consumi-los com moderação, pois eles podem causar gases. É indicado, aproximadamente, o consumo de até 250 gramas ao dia desses alimentos: feijão, soja, ervilha, entre outros.

Evitar esforços físicos excessivos

Durante todo o período pós-parto, a mulher deve evitar esforços físicos desnecessários e demasiados. Isso porque as mamães já se esforçam para cuidar dos bebês.

Esforçar-se desnecessariamente, como pegar peso ou exercitar-se em demasiada, absorve uma energia que deve ser guardada para a mulher cuidar de seu bebê. Além disso, é claro, essa energia deve ser usada pelo próprio organismo da mãe, para a recuperação do parto.

Atividades físicas leves podem ser feitas após cerca de 20 dias do parto ou de acordo com o aconselhamento médico.

Entre as atividades físicas mais recomendadas para as mulheres em período de pós-parto são: ioga, pilates, caminhadas e hidroginástica.

Uso de Cinta Elástica

A cinta elástica pós-parto ajuda a mulher a desinchar, além de evitar a flacidez que o parto possa ter causado na região abdominal. Além disso, a cinta elástica auxilia a reduzir possíveis dores e desconfortos no corte da cesariana, fortalecer a musculatura local e incentivar uma postura correta. Mas, atenção! Pergunte ao seu médico que cinta pós-parto usar, jamais usando acessórios inadequados ou aqueles que servem para afinar a silhueta.

Pós-Parto

Descansar de forma satisfatória

O bebê exige atenção quase que 24 h durante o período pós-parto, não é mesmo? Sempre que possível a mulher deve manter uma rotina de descanso, para o seu bem-estar emocional e físico.

Nos primeiros meses, no entanto, será inevitável acordar no meio das madrugadas para amamentar o bebê.

Logo após o bebê ser amamentado, procure não permanecer acordada. Tente dormir novamente em seguida.

Além disso, evite dormir de barriga para baixo. Isso atrapalha a cicatrização do corte cesariano pós-parto. Assim, procure dormir de lado ou de barriga para cima.

Pós-parto – Parto Normal

Obviamente, aquelas que passam por parto normal, se recuperam muito mais rapidamente. Praticamente, 2 dias depois do nascimento da criança, as mães que tiveram parto normal já se sentem bem para realizar diversas tarefas.

Por outro lado, pela rapidez que o organismo tem de se recuperar do procedimento natural de dar à luz, algumas podem ir além. E nesses casos, não são raros problemas de quedas ou mesmo desmaios. Portanto, atenção também!

Isso porque outros cuidados devem ser seguidos também por aquelas que passaram por parto normal, especialmente, em relação a:

Cuidados extras para todas as mamães

Muitos cuidados devem ser tomados pelas mulheres no período pós-parto, tenham elas passado por uma cesariana ou parto normal. A seguir, é possível conferir os principais problemas que podem surgir e como tratá-los:

Incontinência urinária

Pós-Parto

Um problema que, embora não seja comum, mas pode ocorrer no período pós-parto com mulheres que passaram pelo processo de cesariana e por quem teve parto normal é a incontinência urinária. Esse inconveniente costuma ocorrer devido ao surgimento de pequenas lesões.

O transtorno tende a ser passageiro e durar apenas alguns dias após o parto. Para controla-lo o ideal é ingerir bastante líquido, evitar segurar as micções e, até mesmo, usar fraldas do tipo geriátricas. 

Caso a mulher sinta dores ou essa incontinência urinária dure mais do que 1 semana, é imprescindível procurar ajuda médica.

Unhas quebradiças e leve queda de cabeça

Algumas mamães, durante o pós-parto (até 6º mês) podem apresentar problemas de unhas quebradiças e/leve queda de cabelo. Tais situações ocorrem devido as energias consumidas pelo corpo pela amamentação e a “correria” para cuidar do bebê.

Consumir alimentos ricos em proteínas e usar produtos cosméticos liberados pelo médico ajudam a reduzir a intensidade desses transtornos. Caso esses problemas persistam após 6 meses ou se ocorram de forma acentuada, procure o seu médico.

Manchas de pele 

Essa é uma das reclamações principais em relação a estética de muitas mulheres que deram à luz. As manchas escurecidas na pele aparecem durante a gestação, em especial, na face, devido a estimulação do hormônio melanócito – que produz hiperpigmentação da pele.

Algumas dessas marcas costumam reduzir ou mesmo sumir em até 1 ano. Caso isso não ocorra e incomode a mulher, é necessário procurar um dermatologista, que indicará produtos ou tratamentos contra essas manchas.

Conteúdo:

*publicamos o que consideramos dicas e sugestões seguras, todo o conteúdo da Caiu no Sono são fornecidos “no estado em que se encontram”, sem garantias expressas ou implícitas. Esta publicação não se destina a uso como uma fonte de aconselhamento médico.

(117 Posts)

Inessa Sato Mamãe do Vini, Consultora do Sono materno-infantil ✨ajudando famílias a dormir melhor 📩inessa@caiunosono.com.br

Deixe uma resposta