Quais são os principais cuidados na gravidez de risco?

Cuidados na gravidez de risco | por Caiu no sono

Você conhece os cuidados na gravidez de risco? Toda gravidez exige cuidados específicos e uma atenção da mãe, do pai e de todos os envolvidos com a gestação. Acompanhamentos do médico (a) são essenciais para uma gravidez saudável, além da realização de exames, regularizações na alimentação e outras precauções que precisam ser tomadas.

Em uma gravidez de risco, esses cuidados essenciais precisam ser redobrados e a atenção com qualquer sensação, desconforto ou dor fora do normal é extremamente importante.

Mas quais são os cuidados na gravidez de risco e o que determina que uma gravidez é classificada como de risco ou normal?

O que é gravidez de risco?

Primeiramente é importante esclarecer que toda gravidez tem um certo risco. Não é porque uma gravidez não é classificada como de risco que a mãe ou o pai devem deixar de se preocupar com os cuidados essenciais durante a gestação.

Uma gravidez é chamada de habitual, ou seja, não é de risco, quando a mãe e o filho não apresentam nenhum problema ou risco de saúde. Quando há o menor sinal de que algo está errado com a mulher ou com o bebê, a gestação já passa a ser classificada como de risco. Geralmente o que leva uma gravidez a ser considerada “de risco” é o estado de saúde da mãe antes de engravidar e outros aspectos físicos.

Idade da mãe

A idade da mãe é um fator que pode influenciar bastante na gestação. Uma gravidez que ocorre antes dos 18 anos e depois dos 35 anos já passa a ter um certo grau de risco.

Nos casos em que a mulher tem menos de 18 anos, o corpo ainda não está maduro o suficiente, ou seja, ainda pode não ter se desenvolvido totalmente para suportar uma gravidez.

Já para as mulheres que passam dos 35 anos ao engravidar possuem uma maior incidência de doenças crônicas como diabetes e hipertensão, que aumentam as chances de um parto prematuro e complicações na gestação.

cuidados na gravidez de risco

Saúde da mãe

Outras condições da saúde da mãe como: obesidade, distúrbio metabólicos, problemas na tireoide e outras complicações que afetam o funcionamento de órgãos apresentam um perigo maior de complicações.

Estilo de vida

O estilo de vida da mãe também é levado em conta, caso esta seja sedentária, fumante ou faça muita ingestão de bebidas alcoólicas, o risco da gravidez também é aumentado.

É importante ressaltar que uma mulher que pretende engravidar deve tomar muito cuidado com seu corpo, pois as condições do organismo da mãe refletem na saúde do bebê.

Reprodução assistida

Se a gestação foi gerada por via de reprodução assistida ela também entra na lista dos casos de gravidez de risco. Nesses casos de fertilização in vitro não há corpo lúteo, glândula endócrina que se desenvolve no ovário de modo temporário, responsável por produzir progesterona e estrogênio, e que ajuda a sustentar a gestação.

Gestações múltiplas

O nosso útero é feito para aguentar uma gestação por vez. Nas gestações múltiplas há uma sobrecarga sobre o órgão e todo o organismo da mulher que pode prejudicar os bebês.

Por isso, esse tipo de gestação precisa ser acompanhado de perto e com cuidado pelos médicos.

Problemas com o bebê

Também são considerados casos de gravidez de risco quando existem perigos relacionados ao próprio bebê: malformações congênitas, síndromes genéticas e outras condições que podem antecipar o parto ou exigir cirurgias intrauterinas.

Esses problemas podem ser identificados com a realização de um pré-natal adequado para serem tratados e acompanhados pelos médicos.

Entendendo o conceito, vamos descobrir quais são os cuidados na gravidez de risco.

Cuidados básicos durante uma gravidez

Em qualquer gravidez, de risco ou não, alguns hábitos devem ser evitados:

  • Consumo bebidas alcoólicas: o consumo de álcool durante a gravidez aumenta o risco de malformações no bebê, parto prematuro e aborto espontâneo. Por isso, não é recomendado o consumo dessas bebidas para a mulher grávida.
  • Fumo e fumaça de cigarro: não fumar e também não frequentar locais com fumaça de cigarro vão evitar riscos desnecessários de aborto, parto prematuro e malformações no bebê. Além disso, a fumaça de cigarro pode aumentar o risco de outras complicações, como a trombose.
cuidados na gravidez de risco

Cuidados na gravidez de risco

Pré-natal

Além de também ser básico em qualquer gravidez, fazer um pré-natal caprichado é uma ótima estratégia para cuidar bem de uma gravidez de risco. Esses exames especiais vão ajudar o médico a saber com o que a mãe e o pai precisam se preocupar e quais medidas já podem ser tomadas para mitigar os riscos da gravidez.

Visitar o obstetra com regularidade

Gestantes de alto risco devem possuir mais consultas pré-natais e com o obstetra para que o médico (a) possa acompanhar o desenvolvimento da gravidez.

A identificação precoce de problemas e o acompanhamento dos riscos é o segredo para manter a mãe e o bebê saudáveis.

Além disso, a mãe deve ter bastante cuidado e seguir à risca as recomendações do obstetra, pois ele (a) recomenda sempre o melhor para garantir uma gravidez tranquila.

Tenha uma alimentação regulada

Para as grávidas de alto risco, uma dieta saudável e equilibrada é essencial. Com a alimentação rica em cereais integrais, vegetais, frutas, carnes brancas e outros alimentos, com proteínas e vitaminas, a mulher pode garantir uma gravidez com menor risco.

Outros alimentos que contêm frituras, comidas muito doces, refrigerantes, embutidos, cafeína, devem ser evitados. Eles já não fazem bem para a saúde em geral, e para uma mãe que tem uma gestação de risco, podem ser ainda mais prejudiciais.

Beber bastante água, apenas não durante as refeições, também é importante para regular as funções orgânicas da mãe.

Lembre-se de repousar

O obstetra deve recomendar uma quantidade de repouso para a mãe, e é importante que essa recomendação seja seguida. Um bom descanso pode evitar que alguma doença da mãe venha a piorar ou que outros problemas apareçam.

Evitar movimentos bruscos também é interessante, e respeitar o ritmo do seu corpo, quando ele pedir para descansar, obedeça!

cuidados na gravidez de risco

Controle seu peso

A mulher grávida de alto risco não deve engordar mais durante a gravidez do que o recomendado pelo médico (a). O excesso de peso aumenta o risco de complicações para a mãe como hipertensão e diabetes, que podem causar malformações no bebê (por exemplo, defeitos cardíacos).

(119 Posts)

Inessa Sato Mamãe do Vini, Consultora do Sono materno-infantil ✨ajudando famílias a dormir melhor 📩inessa@caiunosono.com.br

Deixe uma resposta