Alergias, Sensibilidades e Intolerâncias Alimentares: Qual a Diferença?

Enxaquecas. Eczema. Problemas de sinusite. Diarréia. Constipação. Dor muscular. O que esses sintomas têm em comum? São todas formas de inflamação e a maioria são reações a alimentos ou produtos químicos encontrados em alimentos ou no meio ambiente. Mas é uma alergia, uma sensibilidade ou uma intolerância? Essas palavras são frequentemente usadas de forma intercambiável, mas não são a mesma coisa. Alguns podem ser potencialmente fatais, enquanto outros são apenas um incômodo crônico. Como você sabe qual é e o que pode fazer a respeito?

ALERGIA ALIMENTAR

Uma alergia alimentar é uma reação do sistema imunológico a uma proteína específica encontrada em um alimento. O sistema imunológico vê essa proteína como um invasor estranho e monta uma defesa produzindo anticorpos para combatê-la. Os sintomas ocorrem rapidamente após o consumo do alimento e podem ser fatais, como em uma reação anafilática ao amendoim, e mesmo uma pequena quantidade de alimento pode desencadear uma reação. Outros sintomas incluem dor de cabeça, dor de estômago, inchaço, coceira e espirros. Algumas alergias podem ser tratadas com um anti-histamínico de venda livre, enquanto outras requerem uma injeção autoinjetável de epinefrina. Os oito alérgenos alimentares mais comuns incluem amendoim, nozes, trigo, ovos, mariscos, peixes, laticínios e soja. Recomenda-se evitar rigorosamente o alérgeno conhecido.

SENSIBILIDADE ALIMENTAR

Embora as sensibilidades alimentares possam ter os mesmos sintomas das alergias alimentares – reações digestivas, problemas de sinusite, dores musculares, dores de cabeça, erupções cutâneas – elas também incluem névoa cerebral, distúrbios do sono e problemas urinários e também podem desempenhar um papel na fertilidade. As reações de sensibilidade alimentar não são fatais, mas contribuem para as queixas crônicas de muitas pessoas. Tanto a síndrome do intestino irritável (IBS) quanto as enxaquecas estão ligadas a sensibilidades alimentares e mostram uma resolução tremenda quando os culpados da dieta são identificados e o programa de nutrição adequado é seguido, o que permite que a inflamação do corpo diminua e os sintomas diminuam. O início dos sintomas geralmente é retardado, aparecendo de algumas horas a até 72 horas após o consumo de um alimento desencadeante. Ao contrário de uma alergia alimentar, as sensibilidades alimentares não são uma reação imune. A célula responde ao alimento desencadeador produzindo mediadores, como a histamina, que causam os sintomas. Algumas sensibilidades alimentares estão relacionadas à dose, o que significa que você pode ingerir uma pequena quantidade do alimento antes que uma reação seja desencadeada.

INTOLERÂNCIA ALIMENTAR

Mais comuns do que as alergias alimentares são as intolerâncias alimentares, sendo a mais conhecida a intolerância à lactose. Marcada por sintomas digestivos, como gases, inchaço e diarreia, a intolerância à lactose é causada pela falta da enzima lactase, necessária para o organismo digerir a lactose, o açúcar encontrado nos laticínios. Alguns indivíduos com intolerância à lactose podem tolerar uma pequena quantidade de laticínios ou apenas certas formas de laticínios sem apresentar nenhum sintoma. Produtos lácteos sem lactose estão disponíveis e suplementos de lactase, se tomados antes de comer um produto lácteo, podem ajudar a reduzir ou eliminar quaisquer sintomas.

Se você sofre de problemas digestivos, congestão nasal, erupções cutâneas, enxaquecas, nevoeiro cerebral ou dores musculares e articulares, isso pode ser causado por um ou mais alimentos que você está comendo. Mesmo alimentos perfeitamente saudáveis podem ser os culpados pela inflamação que está na raiz dos seus sintomas. Um médico ou nutricionista especializado em alergias e sensibilidades alimentares pode ajudá-lo a descobrir seus alimentos desencadeantes e elaborar o plano alimentar apropriado para ajudar a curar seu corpo.

Related Posts

Dor de Dente e Exercício Físico: Como Conciliar Saúde Bucal e Atividade Física

A prática regular de exercícios físicos é fundamental para manter uma vida saudável, mas muitas vezes, a experiência de dor de dente pode suscitar dúvidas sobre a…

Exercícios para iniciantes na academia

I. Exercícios para iniciantes na academia Se você é novo na academia, pode se sentir um pouco perdido em relação aos melhores exercícios para começar. Mas não…

Três razões para ficar para o resfriamento

Três razões para ficar para o resfriamento

As aulas de condicionamento físico geralmente terminam com três a cinco minutos de atividade programada de relaxamento. Na maioria das vezes, os desaquecimentos incluem movimentos de menor…

7 Exercícios de Estabilidade Central

7 Exercícios de Estabilidade Central

Desenvolver a força do core é essencial para a saúde e o bem-estar diários, pois um core forte protege a coluna, reduz dores nas costas, melhora os…

Você é uma maçã ou uma pêra? Como comer para tipos de corpo específicos

Você é uma maçã ou uma pêra? Como comer para tipos de corpo específicos

Perder peso pode ser tão frustrante. Por que uma dieta funciona bem para seu amigo, mas não para você? Não existe uma dieta única para todos, porque…

5 alimentos para pular se você quiser ficar magro

5 alimentos para pular se você quiser ficar magro

Mais de 20.000 novos alimentos e bebidas chegam às prateleiras dos supermercados a cada ano e, com tantas informações conflitantes sobre saúde e nutrição circulando, pode ser…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *